terça-feira, 12 de junho de 2012

"Sapatos Italianos" de Henning Mankell

Título Original: Italienska Skor 
Autor: Henning Mankell
Coleção: Grandes Narrativas Nº 527
Tradução: Fátima Andrade 

Sinopse: Fredrik Welin passou os últimos doze anos da sua vida numa ilha do Báltico rodeada de gelo, tendo como única companhia o seu cão e a sua gata, e como única visita o carteiro. Um dia, vê uma figura aproximar-se lentamente e percebe que nada voltará a ser o mesmo. A pessoa que vem perturbar o seu exílio autoimposto é Harriet, a mulher que ele abandonou sem qualquer explicação há quase quarenta anos. Harriet diz vir obrigá-lo a honrar uma promessa que ele lhe fizera, mas Fredrik está prestes a descobrir que o seu reaparecimento esconde outra surpresa... 

Opinião:
A Editorial Presença no passado dia 22 de Maio, juntou à coleção Grandes Narrativas mais uma obra emocionante e inesquecível, intitulada Sapatos Italianos do autor Henning Mankell. Neste romance surpreendente conhecemos a história de Fredrik Welin, um homem de 66 anos, que se isolou numa ilha da Suécia nos últimos doze anos, apenas acompanhado pelos seus animais de estimação. Toda a sua vida se transforma quando recebe a visita completamente inesperada de Harriet, a mulher que ele deixou há quarenta anos, sem uma única palavra. Harriet procura Fredrik para lhe cobrar uma promessa que ele lhe fizera no passado. O reaparecimento de Harriet irá perturbar o isolamento de Fredrik e surgiram segredos do passado capazes de modificar inteiramente a sua vida e ele próprio. 

Sapatos Italianos é uma bela e comovente história de amor, solidão e redescoberta. Mankell leva nos numa viagem marcante, com uma forte mensagem, impossível de ficarmos indiferentes. Profundo, emocionante e por vezes perturbante, esta é uma leitura que absorve o leitor com facilidade e sem qualquer hesitação devora-se página após página. 
As personagens estão muito bem cuidadas, são marcantes e reais e algumas até inquietantes. A personagem principal é sem dúvida, o ponto alto deste romance. O autor conseguiu de uma forma brilhante, que o leitor criasse rapidamente empatia com Fredrik Welin, não pelas suas ações e personalidade, mas sim, pela sua franqueza e seriedade, por vezes não muito agradável. Ao longo de toda a leitura, o leitor depara-se com uma avalanche de sentimentos contraditórios, em relação a esta personagem e a todas as suas escolhas do passado e do presente. Fredrik é um homem cheio de remorsos, sente-se culpado por um erro irreparável e talvez imperdoável, cometido no passado. Ao longo desta viagem, Fredrik irá redescobrir-se e será devastador perceber tudo o que perdeu, o que deixou de viver por se isolar do mundo. Esqueceu-se dos outros, pior ainda esqueceu-se si próprio, e para constatar que estava vivo, todos os dias mergulhava nas águas geladas da sua ilha. 
Henning Mankel é um autor brilhante, com uma escrita fluida, elegante e cativante. As descrições das belas e inebriantes paisagens geladas da Suécia são excelentes e o suficiente para invejar o silêncio da ilha e o contacto com a natureza. 

Sapatos Italianos é uma viagem que não deve perder. Mankell aborda temas como a morte, a solidão, a autodescoberta e a libertação. Mostra-nos que o isolamento não é a solução para os nossos problemas e que nunca podemos pensar que a certa altura da vida tudo está concluído ou encerrado, pois quando menos se espera tudo se transforma. A vida dá sempre muitas voltas. 

Um romance brilhante com uma boa lição de vida, a não perder e daqui a uns anos para voltar a ler. 
Recomendo.

6/6 - Excelente!

Sem comentários :

Publicar um comentário